1.10.06

Domingo no mundo

já domingoTodos os domingos são lentos. Os corpos arrastam-se rua fora, com a barba por fazer, em busca do pão da manhã. As esplanadas enchem-se de gente de bebe galões ou águas com gás enquanto olha para dentro de muitos jornais. As crianças falam alto e brincam com os cães. Os adultos parecem todos distraídos. Adormecidos. Enfim. Todos os domingos são lentos. Espelhos invertidos das noites luminosas de Sábado.