3.9.06

O nome do nome

As alcunhas eram a nossa segunda pele. Na verdade, eram a primeira. Gostássemos ou não, no meio das fisgas, da bola e do sotaque, só a legitimidade do grupo valia. Nem igreja, nem Estado, nem família, nem indivíduo. Só o lugar nos baptizava. E a gente, habituada, crescia amarrado àquela ternura. Ainda hoje, quando o BI nos revela o nome, são sempre outras letras que ciciam por baixo.