25.8.06

A mesma matéria

borisO monstruoso é uma desorganização do belo. Não uma desorganização que transforme a beleza em fealdade, mas que utilize a presença da beleza de modo a causar medo e repulsa. Mary Shelley pôs na boca do criador do conde Frankenstein as seguintes palavras: «Os seus membros era proporcionados, e eu tinha escolhido as suas feições por serem belas». Belas, portanto. Em separado. Juntas, as peças davam origem a um composto grotesco que causava sobressalto nas almas mais vulneráveis. Para uma pequena minoria, porém, havia lugar à esperança: a bela e o monstro podem apaixonar-se porque são feitos da mesma matéria.