20.4.06

Coimbra e os livros

Abriu hoje a Feira do Livro de Coimbra. É um grande cemitério branco em forma de cruz. Cinco minutos depois de entrarmos, percebemo-nos dentro de um dilema: ou olhamos os livros ou garantimos o norte. Olhamos os livros. Uma vez, duas vezes, muitas vezes. Perdemo-nos, não para encontrar o acaso mas para encalhar no repetido. A única solução é decorar as coordenadas das poças de águas. E esquecer que se está dentro de um shaker.

ADENDA AO POST: Dias atrás, JPP comentava o estranho facto de uma cidade que se gosta de considerar "capital do saber" ter tão pobres livrarias. Dia 28 de Abril abre a FNAC. Até lá, JPP tem razão.

NOVA ADENDA: O Eduardo acrescenta a sua expectativa, argumentada e pouco optimista, sobre a abertura da FNAC em Coimbra.